Quando você pega minha mão eu sinto o mundo nela, a sua força parece gigante e não cabe dentro de um coração menino, que ao mesmo tempo é tão homem a ponto de enfrentar tudo, que dispõe a me proteger como homem e a me amar como um menino.

não é só um dia de domingo...

Eu nunca sei como começar, e quando percebo escrevi meia página, meus pensamentos voam alto e já quero escrever mil coisas, sabe parece que estou contigo desde sempre, que nunca esteve longe, mas já tive vida antes de você chegar e bagunçar a minha. Parece impossível uma vida sem você, eu acordo agradeço pelo dia que virá e por ter você comigo mais um dia. Mesmo estando acordada eu sonho querendo o mais breve acordar ao seu lado, tomar café da manhã contigo, sem eu tomar o café lógico, talvez com meu chá quentinho em dias de inverno, ou um suco nos dias quentes, eu iria te olhar, admirando suas manias -um café preto cheio açúcar- se estiver ao seu gosto beberá tudo, mas se não estiver, meu bem, sempre sobrará um tiquinho, sem falar que comer não é bem o seu desejo nessa hora cedo do dia, quem sabe lá pelas dez surja à fome... Porque nós sempre acordamos pelas sete ou oito, mesmo que desejássemos muito que o sono durasse até as onze. Você apenas sorrirá e será suficiente pra mim, por que até o desenho que forma em seu rosto provoca um encanto, na verdade tudo é encantador, os seus olhos enormes que se encontram aos meus num gesto de estranheza ou vergonha, mas eu não posso evitar, eu reparo e observo cada detalhe seu, como pode ter essa facilidade em fazer tudo ter graça? 

 


- Começo de Julho